Um lugar único na Terra, Patrimônio Natural da Humanidade, com belezas de tirar o fôlego, capazes de inspirar teorias revolucionárias. Assim é o Arquipélago de Colón, ou melhor, Arquipélago de Galápagos, como é mais conhecido.

Ele é formado por 13 ilhas principais e outras tantas ilhotas que totalizam uma área de mais de oito mil quilômetros e localizado a cerca de mil quilômetros do Equador, no Oceano Pacífico; é responsável por desenvolver uma biodiversidade ímpar, com muitas dentre as cinco mil espécies, únicas – ou endêmicas – no mundo.

Lá é possível conhecer os tentilhões de Darwin, as iguanas terrestres e marinhas, lagartos de lava, o pinguim de galápagos e claro, as tartarugas gigantes, cujos cascos se assemelham à selas que inspiraram o nome popular do local, já que “galápago”, em espanhol, significa “sela”.

Foi tudo isso que chamou a atenção do pesquisador britânico Charles Robert Darwin e serviu de base para a sua Teoria da Evolução das Espécies e o livro “A Origem das Espécies”. Darwin esteve na região entre 15 de setembro e 20 de outubro de 1835 e visitou as ilhas de San Cristóbal (Chatham Island), Floreana (Charles Island), Isabela e Santiago.

Um paraíso de encantos

Com essa biodiversidade, é de se imaginar que Galápagos seja um destino ideal para aventureiros e amantes da natureza. É também muito recomendado para famílias, já que adultos e crianças ficam encantados – assim como Darwin – ao observar os animais bem de perto.

Outra boa notícia é que é possível visitar as ilhas o ano inteiro. Devido a localização das ilhas, a temperatura é amena e sem grandes variações – o que é mais um presente desse destino incrível, pois é raro de acontecer!

Nestes meses, as águas mais frias da Corrente de Humboldt chegam às ilhas com força total e trazem importantes nutrientes, como os plânctons. O resultado desta equação é a possibilidade de observar uma abundante e variada vida marinha e ter experiências, no mínimo, inesquecíveis, como praticar snorkelling com leões marinhos, tartarugas, iguanas, arraias, tubarões e até observar baleias jubarte.

Também é possível observar aves, como Pinzón de Darwin, mergulhão de patas azuis, mergulhão Mascarado, pelicano, gaivota de rabo bifurcado e fragatas. Para quem tem pique e gosta de caminhar, é possível conhecer Puerto Egas, um campo de lava com cavernas que abrigam uma gama de animais habitantes, além de caminhadas em trilhas e visitas a crateras de vulcões.

Uma boa pedida é visitar o Centro de Pesquisas Charles Darwin. Lá é possível conhecer um pouco sobre o trabalho de preservação das ilhas e acompanhar os programas de reprodução em cativeiro das tartarugas.

Com tudo isso, Galápagos poderia até ter outro significado: “lugar impossível de esquecer”. E para desenhar uma experiência com os melhores passeios, toda pensada para o seu perfil como viajante, fale com a Raidho, que estaremos a postos para te ajudar com esse sonho. Tá esperando o que?

 

Em busca de realizar um sonho, Lucila se tornou empresária aos 28 anos quando fundou a Raidho Viagens em 1990, uma operadora especializada em turismo para lugares exóticos e roteiros de experiência. Formada em Letras e pós-graduada em Marketing, já viajou para mais de 70 países, sendo 15 visitas à Índia, destino pelo qual é apaixonada e considerada uma autoridade. Devido a isso, é perita em roteiros incomuns para conhecer culturas e filosofias milenares e os costumes de cada povo, visando o enriquecimento interior junto às belezas dos locais.
Inovadora e conhecida por lançar tendências no mercado, oferece junto à Raidho, excelência na qualidade de serviços e tem orgulho em ter conquistado o prêmio de melhor Operadora da América Latina em viagens para a Índia, pelo governo, por três anos consecutivos.