Chocolate, uma paixão mundial

Chocolate ao leite, amargo, meio amargo ou branco; trufado ou em barras grandes ou pequenas; bombom recheado ou puro; chocolate quente; chocolate cremoso; sorvete de chocolate; calda ou fondue de chocolate; ainda tem as tortas, bolos, mousses, brownies, milk shakes e brigadeiros que podem ser feitos de chocolate.

Você pode não ser chocólatra, mas duvido não ter ficado com água na boca ao ler o parágrafo acima. Difícil quem não goste de pelo menos uma dessas sobremesas. O ingrediente principal delas, neste caso, é o chocolate, uma paixão mundial que pode ser degustada em todas essas variações e em qualquer parte do mundo.

A ciência já pesquisou bastante sobre os efeitos do chocolate no organismo, e sabe-se que ele tem grande influência tanto no corpo como na mente. Ajuda a reduzir o colesterol, retarda o envelhecimento, melhora a memória e o humor, entre outros benefícios quando ingerido moderadamente.

Aproveitando que a Páscoa está chegando, uma data comemorativa global, vamos oferecer uma seleção com 5 destinos específicos para você adocicar seu paladar com os melhores chocolates do mundo.

1 > Suíça

É o país com os melhores chocolates do mundo, por isso, quando for à Suíça é uma obrigação experimentá-lo. É em Zurique onde as fábricas de chocolate mais conhecidas estão. Desfrute-o em Cafés, onde servem toda variedade de chocolate, ou em lojas especializadas.

As marcas de chocolates mais famosas do globo estão em Zurique, como Teuscher, Cailler Nestlé, Lindt, Toblerone e outras, todas com variada cartela de produtos feitos com ingredientes de qualidade extremamente selecionada.

Algumas dessas fábricas abrem suas portas à visitação como a Cailler Nestlé que oferece uma mágica viagem no Trem do Chocolate Suíço; a Läderach que fica na cidade de Berna, e abre suas portas para o visitante acompanhar todo o processo de fabricação do chocolate; ou a Lindt que oferece um mini curso de produção de trufas e bombons com seus melhores profissionais.

2 > Bélgica

 Chocolate, uma paixão mundial

Os chocolates belgas também são destaques globais, inclusive, a capital belga, Bruxelas, é considerada a Capital Mundial do Chocolate. Não à toa que a cidade tem 16 museus do chocolate, abrigando ainda cerca de 12 fábricas e mais de 2.100 lojas dessa guloseima.

As marcas mundialmente conhecidas são a Godiva Chocolatier, famosa por fazer chocolates sofisticados, sendo a fornecedora oficial da família Real belga; e a Leonidas com boutiques de chocolates espalhadas pelo país. Tem ainda, as deliciosas chocolaterias Neuhaus, Pierre Marcolini e Wittamer.

Um dos museus dedicados ao chocolate é o Museu do Cacau e do Chocolate, um lugar que reúne mais de 200 variedades que ficam expostas em forma de barras, bebidas ou bombons. São diversos sabores e tipos que podem ser experimentados, além de conhecer toda a história do cacau contada em fotos e vídeos. Ao final do passeio, é possível adquirir os doces que mais gostou.

3 > Peru

O Peru é uma surpresa boa aos chocólatras de plantão. Sua gastronomia tornou-se das melhores do planeta nos últimos anos, e seu chocolate não ficou atrás, ganhando o prêmio de melhor do mundo, o “Chocolate Awards 2015”, na Semana do Chocolate de Londres daquele ano.

Especialistas desse doce, à época avaliaram os produtos da principal marca peruana de chocolates, prestigiando-a com medalhas de ouro. Os renomados chefs peruanos entendem esse privilégio e embalados na onda de melhor culinária, usufruem da iguaria feita de cacau em suas mais deliciosas sobremesas.

A Cacaosuyo levou o nome do Peru ao topo do ranking dos chocolates, abrindo-se para o mercado mundial de seu segmento. A marca Theobroma também tem nome nesse país, e é possível encontrar ambos os chocolates em restaurantes, supermercados e lojas especializadas da capital peruana, Lima e em Cusco.

4 > México

 Chocolate, uma paixão mundial

Existe uma cidade no México chamada Oaxaca onde a cultura do chocolate está tão enraizada que é impossível você caminhar por suas ruas sem que alguém lhe ofereça uma barrinha que seja, desse doce. Lá, o cacau é parte do estilo de vida da população desde que Cristóvão Colombo aportou as Américas.

O chocolate está bastante presente na culinária mexicana local, onde a sua forma líquida faz parte dos pratos mais típicos como no Mole Negro. São pamonhas salgadas enroladas na folha de bananeira e tortilhas de carne ao molho de chocolate com pimenta.

Os Maias à sua época bebiam o chocolate quente misturado à baunilha e à pimenta como um fortificante afrodisíaco. Hoje ele é encontrado em bolos, bombons, trufas e barras também na Cidade do México, onde existe um Museu Mundial do Chocolate que apresenta a história do cacau e do chocolate no país e no mundo.

Em Oaxaca estão as melhores fábricas de chocolate desse país como La Soledad, Mayordomo, Ibarra, Taza Chocolate Mexicano, Guelaguetza e Ricollini, que preparam e servem deliciosos chocolates quentes e doces.

5 > Alemanha

 Chocolate, uma paixão mundial

A natural austeridade do povo alemão foi herdada de seu passado, porém a cidade de Colonia consegue dulcificar a característica sisudez da maior parte da população da Alemanha. Como ela faz isto? Sendo uma grande produtora e consumidora de chocolates desse país.

Marcas conhecidas mundialmente como Kinder Schokolade, Milka, Alpia, Sarroti e Ritter Sport ficam nessa cidade e produzem os melhores doces feitos à base de chocolate do mundo. Assim como a Coppeneur, conhecida por produzir chocolates de forma artesanal.

Lá também há o Museu do Chocolate, criado pela Stollwerck Chocolate, antiga fábrica de renome que o inaugurou em comemoração aos 150 anos da empresa. Hoje esta fábrica pertence à uma empresa belga e o museu mostra a história do chocolate no mundo com exposições interativas, além de abrigar uma linda e deliciosa fonte de chocolate.

Como você viu, o chocolate é mesmo uma preciosidade mundial. Além desses, existem outros museus dedicados a ele, mas acreditamos que os destinos escolhido aqui são aqueles que melhor representam e oferecem o sabor característico de uma iguaria feita à base de uma fruta nativa do nosso Brasil, o cacau.

Lucila Nedelciu
Em busca de realizar um sonho, Lucila se tornou empresária aos 28 anos quando fundou a Raidho Viagens em 1990, uma operadora especializada em turismo para lugares exóticos e roteiros de experiência. Formada em Letras e pós-graduada em Marketing, já viajou para mais de 70 países, sendo 15 visitas à Índia, destino pelo qual é apaixonada e considerada uma autoridade. Devido a isso, é perita em roteiros incomuns para conhecer culturas e filosofias milenares e os costumes de cada povo, visando o enriquecimento interior junto às belezas dos locais.
Inovadora e conhecida por lançar tendências no mercado, oferece junto à Raidho, excelência na qualidade de serviços e tem orgulho em ter conquistado o prêmio de melhor Operadora da América Latina em viagens para a Índia, pelo governo, por três anos consecutivos.